Hudson diz se sentir bem como lateral, agradece Muricy e Milton Cruz, e torce por Pato no São Paulo

Hudson, do São Paulo, está na torcida pela contratação de Alexandre Pato. O atacante rescindiu contrato com o Tianjin Tianhai, ficou livre no mercado e está na mira do Tricolor. Em entrevista ao "Seleção SporTV", o volante que é amigo próximo de Pato disse não estar por dentro da negociação, mas reforçou o coro da torcida pela contratação do jogador de 29 anos.

– Confesso que não sei. É uma parte que me agradaria muito ver o Pato aqui. Ele é um cara querido pelo clube e pela torcida. Mas confesso que estou completamente fora do que está acontecendo, mas na torcida também – disse Hudson.

Escalado por Vagner Mancini como lateral-direito na vitória por 2 a 1 sobre o Ituano, domingo, no Morumbi, pelas quartas de final do Paulistão, Hudson disse não ter problema em atuar na posição. Ele foi colocado na posição para marcar Martinelli, atacante revelação do time do interior.

– Para mim não é novidade jogar na lateral. Me sinto bem jogando ali. Na verdade sou grato ao Milton Cruz e ao Muricy, porque em 2014 na lateral direita tive uma sequência e renovei contrato. Não tenho vaidade. Vou procurar ajudar. Se o Mancini ou o Cuca acharem que vou render melhor na lateral, vou treinar cruzamento e outras coisas que são do dia a dia para dar o meu melhor.

Hudson se disse feliz pelo rendimento dos garotos Luan, Igor Gomes e Antony, trio revelado na base e que atuou como titular diante do Ituano. O meia do São Paulo fez os dois gols da vitória por 2 a 1.

Apesar de reconhecer a evolução no desempenho do São Paulo, o capitão do time reconheceu que há margem para o time melhorar mais. O Tricolor de Hudson enfrentará o Ituano nesta quarta-feira, às 19h15, em Itu, e tem a vantagem do empate para ganhar um lugar nas semifinais.

 


Comentários

Voltar